Notícias

Parque Belinzoni receberá plantas nativas e espaço será aberto ao público

 


 


A obra de revitalização do Parque Belinzoni segue o cronograma estipulado pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE), responsável pelo criação e execução do projeto.            


 


A abertura do espaço ao público era bastante solicitada pela comunidade. Já que o parque por muitos anos ficou fechado para visitação, pois uma parte do espaço é de propriedade privada, da família Belinzoni. Outra parte foi adquirida pelo SAMAE, visando a preservação do Açude Belinzoni, e suas naescentes, que abastece 60% da área urbana de Araranguá.


 


Visando a criação de um espaço de lazer para a comunidade araranguaense, o SAMAE, juntamente com uma empresa especializada em projetos ambientais, realizou avaliação da área, onde constatou que as árvores existentes no espaço eram exóticas (Pinus) e consequentemente poderiam ser retiradas.


 


O SAMAE realizou um leilão das árvores exóticas fora da Área de Preservação Permanente (APP) do Açude Belinzoni.  A empresa vencedora foi Dulce Mary Mattos de Freitas Martins – ME, de Araranguá, que arrematou a madeira (Pinus Elliotti) em forma de árvores em pé, no valor de R$: 35.350,00. Parte deste valor será investido no reflorestamento do local, com o plantio de árvores arbóreas e nativas como: leiteiro; ingá banana; embaúba; araçá; guabiroba; aroeira-vermelha; ipê amarelo; canela; figueira; grumixama; entre outras espécies, totalizando 500 novas mudas.                                        


 


​Todo processo de retirada das árvores do Parque Belinzoni foi acompanhada da empresa responsável – Engep Engenharia e Consultoria -, que fez um estudo detalhado do espaço, visando a recuperação da vegetação florestal. Além disso, o projeto de revitalização tem a licença ambiental da FAMA e a análise de biólogos. 


 


Andamento


 


Quem passa pelo local e não sabe do projeto de revitalização pode até estranhar, contudo para que parte do Parque Belinzoni se torne um espaço de lazer, com muros, portais, calçadas para caminhadas, iluminação, banheiros, quiosques, lixeiras e futuramente academia ao ar livre, é necessário preparar o local para receber a obra.


 


A empresa Engetom Construção Civil é a responsável pela obra que custará R$ 1.449.802,98. A empresa tem 8 meses para realizar a revitalização do espaço, que posteriormente será aberto ao público para visitação e passeios.

Outras Notícias