Notícias

Análise e controle garantem qualidade da água oferecida pelo Samae


A falta de água, baixos níveis dos reservatórios  e maneiras de economizar água são assuntos que estão sendo muito debatidos atualmente. Mas nem todos os lugares foram atingidos com este sério problema. Araranguá, por exemplo, conta com três reservatórios: Açude Belinzoni, Lagoa da Serra e Lagoa dos Bichos (Morro dos Conventos) e segundo o engenheiro Mecânico do Samae, José Tadeu Emídio, os níveis estão normais. 'Mesmo com o aumento do consumo de água, eles não baixaram'.


Caso a cidade precise de mais opções de abastecimento, os próximos reservatórios, ainda de acordo com Emídio, serão o Açude Manoel Angélica e Lagoa do Caverá, mas não há previsão. 'Araranguá está bem abastecida de água', enfatiza. 


Para o diretor Geral do Samae, Everson Casagrande, isso não significa que pode-se utilizá-la sem responsabilidade. 'A água é essencial para a vida e seu consumo deve ser racional', afirma.


Samae oferece água de qualidade para a população


Vital para a saúde e para a sobrevivência, a água é essencial  e precisa ser de qualidade. Em Araranguá, o Samae disponibiliza água potável para a população.


De acordo com a engenheira Sanitarista, Susana Campos Bertoncini, são realizadas análises de controle de qualidade nas estações de tratamento de hora em hora. 'Todos os dias é feita análise de parâmetro de cloro, flúor, turbidez, cor e PH', explica.


Ainda segundo Bertoncini, há uma portaria no Ministério da Saúde que estabelece que a água tem que ser de qualidade, dentro dos padrões exigidos. 'A água do Samae de Araranguá está de acordo. É feito controle na rede de distribuição de água todas as segundas e quarta-feiras. São feitas coletas de análises em vários pontos nos bairros. Outro tipo de análise também é feita em laboratório, a cada seis meses. Além disso, a Vigilância Sanitária faz a coleta uma vez por mês e encaminha para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) em Florianópolis', afirma.


Temporariamente, o laboratório de Araranguá está na sede do Samae, até a nova Estação de Tratamento ficar pronta. Ali, é feito o controle da qualidade da água da rede. 'Coletamos a água em garrafinhas e trazemos para o laboratório, onde fizemos as análises. Aqui, é feito também análises bacteriológicas, onde o que é coletado fica em uma estufa, durante 24 horas a 35 graus. Caso acuse algo em alguma dessas análises são tomadas as devidas providências', ressalta.


O diretor Geral, Everson Casagrande, enfatiza que o Samae trabalha em busca de atender a população da melhor maneira possível. 'A água fornecida é de qualidade, trabalhamos pelo bem da população, estamos distribuindo saúde através da água tratada', ressalta.


 Renata Rocha


Outras Notícias