Notícias

Ligação na rede de esgoto: entenda seus benefícios!

SANEAMENTO
Ligação na rede de esgoto: entenda seus benefícios!

Araranguá

Ao mesmo tempo em que analisa a possibilidade de contratar uma empresa para realizar a fiscalização quanto a ligação na rede de esgoto, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) de Araranguá intensifica ações orientando a população. Nesse sentido existe a campanha “Se Liga na Rede”.
O diretor geral do SAMAE, Jairo do Canto Costa, Jairinho, observa que, entre outros benefícios, a eventual contratação de uma empresa para executar o serviço de monitoramento ajudaria a corrigir distorções, também contribuindo para a formulação de uma espécie de mapeamento da situação quanto às ligações feitas na rede de esgotamento sanitário. “Caso realmente seja concretizada, esta medida possibilitaria, por exemplo, a elaboração de um completo diagnóstico municipal e permitirá que a Vigilância Sanitária Municipal possa autuar aqueles que não respeitam às regras, causando prejuízos à coletividade, especialmente ao meio ambiente. Frequentemente, as pessoas adquirem residências e não sabem que devem providenciar a ligação na rede do SAMAE”.
A ligação da rede de esgoto é obrigatória, conforme estabelece a Lei Federal nº 11.445/07, também conhecida como Lei do Saneamento Básico.
REDE COLETORA
O engenheiro sanitarista Everson Casagrande, Polaco, que responde pelo sistema de esgotamento sanitário do SAMAE é enfático ao esclarecer as diferenças entre a rede coletora de esgoto e rede de águas pluviais, estas últimas provenientes de chuvas. “Elas são independentes. O material coletado na rede de esgoto é encaminhado à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Já a água coletada nas galerias de águas pluviais, é destinada aos mananciais naturais do município. Por isso, a interligação entre as duas redes não é permitida”, argumenta.
DIFERENTES RESÍDUOS FORMAM OS ESGOTOS:
Depois do uso da água, seja no banho, na limpeza de roupas, de louças ou na descarga do vaso sanitário, o esgoto começa a ser formado.
Os resíduos são divididos em três tipos diferentes: os que vêm das residências formam os esgotos domésticos, os das águas da chuva são chamados de esgotos pluviais e os formados em fábricas recebem o nome de esgotos industriais.
Cada tipo possui substâncias diferentes, e são necessários sistemas específicos para o tratamento dos resíduos. Os sistemas de coleta e tratamento de esgotos são importantes para a saúde pública porque evitam a contaminação e transmissão de doenças, além de preservar o meio ambiente.
O QUE DEVE IR PARA A REDE DE ESGOTO:
- Água de banho e descarga;
- Água de lavatórios, como pia de cozinha, banheiro, tanque;
- Ralos de escoamento de banheiros, cozinha, área de serviço;
- Água de máquinas de lavar roupas e louças;
- Água utilizada por quaisquer outros equipamentos geradores de esgotos domésticos.
O QUE NÃO DEVE IR PARA A REDE DE ESGOTO:
- Água da chuva;
- Papéis e panos;
- Restos de comida;
- Óleo de cozinha;
- Cigarros;
- Plásticos;
- Cabelo;
- Fraldas, absorventes e preservativos;
- Outros objetos que possam entupir o encanamento.

Outras Notícias