Notícias

Plano Municipal de Saneamento e Coleta de Resíduos Sólidos em pauta

MEIO AMBIENTE
Plano Municipal de Saneamento Básico e Gestão Integrada de Resíduos são pauta de reunião no SAMAE

Araranguá

O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, bem como a adoção de estratégias sobre o tema foram a pauta da reunião realizada na tarde desta quarta-feira dia 8.
Além dos anfitriões, Jairo do Canto Costa, Jairinho, que é diretor geral do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) e do controlador interno da autarquia, Álvaro Conceição, também esteve presente o gerente do Escritório de Negócios da UNESC, Henrique Vargas.

A chegada da UNESC com uma unidade em Araranguá, em 2019, tem aproximado cada vez mais a instituição dos 15 municípios que integram a AMESC. E, neste contexto, uma das ações executadas é a elaboração do Plano Municipal de Saneamento, cujo projeto para Araranguá foi feito pela UNESC, por intermédio do Instituto de Pesquisa Ambientais e Tecnológicas (IPAT) e do Parque Científico e Tecnológico (IPARQUE). A Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), desenvolve esta iniciativa por meio de um convênio assinado ainda em 2014 com a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA).

A Lei Federal 11.445/2007, que estabelece diretrizes nacionais para o Saneamento Básico, estabelece a obrigatoriedade de elaboração do Plano Municipal, diretriz que associa as questões sociais e ambientais, abordando questões como os serviços de abastecimento de água potável, esgoto, lixo e drenagem pluvial, sempre visando contribuir para gerar melhor qualidade de vida.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, aproximadamente 35% de todos os resíduos sólidos urbanos produzidos pelo Brasil são passíveis de reciclagem, entretanto, revela que, 2,2% chegam de fato a serem reciclados.

Outras Notícias