Notícias

Descarte de lixo prejudica rede de esgoto

SAMAE
Descarte de lixo na rede de esgoto, inclusive tiras de pneus, prejudica o sistema de tratamento

Araranguá

A coleta e o tratamento do esgoto fazem parte da rotina do setor de saneamento básico e são fundamentais para a população, já que contribuem diretamente com a saúde, qualidade de vida da sociedade e preservação do meio ambiente. O SAMAE de Araranguá alerta a população sobre os prejuízos do descarte irregular de resíduos nas redes de esgoto.
A técnica em Saneamento Ambiental, Bruna Inácio Nazário, que trabalha no SAMAE há um ano adverte que, a prejudica a rotina de trabalho, também pode causar prejuízo. ‘Os resíduos que deveriam ser descartados no lixo, mas, acabam equivocadamente depositados na rede de esgoto, prejudicam todo o sistema e a população. A sujeira pode obstruir a rede, causando o retorno do esgoto para dentro dos imóveis, ou o seu vazamento pelos poços de visitas (PV), e até mesmo causar o rompimento do cano, que é dimensionado para receber apenas esgotos’.
A profissional revela que, aa tubulação das Estação de Tratamento de Efluentes, na ETE II, no Bairro Urussanguinha, já foi constada a presença de elementos como fraldas descartáveis, papéis, plásticos, preservativos, entre outros. Isto constantemente causa transtorno no processo operacional na rede”, revela.
Na ETE I, no Parque Alvorada, o operador de estação, Ari José da Silva relata que, nos últimos dias, além dos resíduos irregularmente descartados pela população foi observada a presença de pedaços de borracha de pneus. Estima-se que este material leve 600 anos para sua decomposição. Além disso ocupam um espaço considerável nos aterros sanitários e, se incinerados de forma incorreta, torna-se agentes da poluição atmosférica.
O correto é sempre jogar lixo no destino adequado, jamais utilizando ralos de pias ou vasos sanitários.

Outras Notícias