Notícias

Implantação de fibra óptica afeta rede de água

SITUAÇÃO FORTUITA
Implantação de fibra óptica dos radares da BR-101 afeta rede de água

Araranguá

Enquanto os novos radares de controle de velocidade da BR-101, trecho Sul - são 42 aparelhos instalados ao longo de 220 quilômetros, entre os municípios de Palhoça e Passo de Torres - ainda não estão operando, a empresa responsável pelo serviço intensifica ações estruturais. Uma destas tarefas é a implantação de fibra óptica subterrânea. Os trabalhos seguem normalmente, porém no trecho de Araranguá já ocorreram rupturas na tubulação de rede de água, que fica situada às margens da rodovia. Esta situação requer constantes intervenções do SAMAE, podendo ocasionar eventual redução no fluxo de abastecimento de água, por vezes, até temporária interrupção.

O engenheiro químico do SAMAE, Mario Copetti destaca que, na última quinzena foram registradas pelo menos cinco danificações nos canos de PVC Dafofo, que é fabricado em policloreto de vinila modificado (MPVC), com 150mm de circunferência. ‘Esclareço a situação para alertar aos moradores que, esta é uma situação excepcional consequente da instalação da rede de fibra óptica, que será utilizada nos futuros radares. Sempre que diagnosticado problemas, o SAMAE implementa esforços para atender a inesperada demanda. Independente da hora ou dia, nossa equipe providencia o conserto ou a troca de material o mais breve possível visando minimizar o desconforto para a população’. O SAMAE de Araranguá disponibiliza o fone de plantão 3542-0837.

A empreiteira responsável pela implantação de fibra óptica as margens da BR-101 utiliza a técnica de perfurações do solo MND (método não destrutivo). Embora não tenha sido divulgada a data para início operacional, os radares já foram testados e aferidos pelo Inmetro (Instituto de Metrologia de Santa Catarina). A velocidade de 110 km/h para veículos leves e 90 km/h para veículos pesados será mantida. Ver menos

Outras Notícias