Notícias

Implantação dos radares na BR-101 afeta a rede de água

SAMAE
Implantação da fibra óptica na BR-101 danifica tubulação, interferindo no abastecimento de água

Araranguá

Por volta das 15h20min desta sexta-feira, dia 22, profissionais da empreiteira que faz perfurações no solo para implantar a fibra óptica que será utilizada nos radares da BR-101, romperam acidentalmente, mais uma vez, a um tubo com 150mm de circunferência da rede de abastecimento de água situada às margens da BR-101, altura do Km 419, na comunidade de Sanga da Areia. O problema pode gerar redução no fluxo da água, bem como suspensão no abastecimento para comunidades como Sanga da Areia, Santa Catarina, Polícia Rodoviária, Sanga da Toca e localidades próximas.

Conforme o engenheiro químico Mário Copetti, que também é diretor do Departamento de Água do SAMAE, a situação é recorrente. ‘Esperamos equacionar este problema o quanto antes. A equipe operacional do SAMAE já está trabalhando no local’.

A empresa responsável pela implantação de fibra óptica às margens da BR-101 utiliza a técnica de perfuração do solo MND (método não destrutivo). Em resumo, este padrão consiste na utilização de uma obra cuja missão é perfurar o solo para posterior colocação da estrutura subterrânea. A questão é que as redes ficam localizadas muito próximas, o que por vezes torna inevitável danificações, causando problema no abastecimento.

Outras Notícias