Notícias

Samae Araranguá lança oficialmente atividades das Estações de Tratamento de Esgoto

O Serviço Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (Samae) recebeu na manhã de quarta-feira, dia 1º de novembro, comunidade, autoridades políticas e comunitárias, entidades e imprensa local e regional para o lançamento das atividades das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) dos bairros Urussanguinha (ETA I) e Parque Alvorada (ETA II).


A solenidade foi aberta com um breve histórico do Samae, relando desde o início de suas atividades, destacando ainda os gestores que administraram a autarquia ao longo destes 48 anos. Logo em seguida, por meio de um vídeo institucional os convidados conheceram a atual gestão do Samae, destacando a parte estrutural, funcionários, frota, ampliações de redes e as Estações de Tratamento de Água (Morro dos Conventos; Lagoa da Serra; Urussanguinha; Ilhas e Espigão da Pedra).


Samae na Escola


Na sequência o coral do Projeto Samae da Escola da Escola Municipal João Matias, juntamente com os artistas que fazem a peça teatral ‘A água e o homem’, Léia Batista e Wilson Neto, interpretaram duas canções que falavam sobre a importância da preservação da água e do meio ambiente.


Funcionamento das ETES


O engenheiro sanitarista do Samae, Everson Casagrande, explanou sobre o funcionamento das ETEs. Segundo eles, as ETEs trabalham por gravidade, ou seja, a rede inicia no ponto mais alto e desce até o ponto mais baixo, onde é recalcado novamente pelo mesmo processo até chegar a estação de tratamento.


Segundo ele, o tratamento é relativamente simples, sistema de lodos ativados, composto de um pré-tratamento “O esgoto captado por tanques é submetido a uma série de etapas que incluem floculação, separação de impurezas e filtragens até que a água poluída esteja apta a ser devolvida sem ser uma ameaça à saúde e ao meio ambiente”, explicou.


Beneficiados


Serão 63 quilômetros de rede e abrangerá 40% da população araranguaense, ou seja, cerca de 22 mil habitantes, quando a ETE I tiver sua capacidade aumentada atenderá cerca de 30 mil pessoas.


                A ETE I beneficiará os bairros Urussanguinha, Alto Feliz e parte do Centro e a ETE II os bairros Parque Alvorada, Vila São José e parte da Coloninha.


Nas duas estações os investimentos foram de cerca de R$ 17,5 milhões, nas estações, na colocação da rede e no projeto.


 


 Saúde ajudará na divulgação


A Secretária Municipal de Saúde, Evelyn Elias, parabenizou o prefeito Mariano Mazzuco, por ter em 2008 iniciado a obra, que atualmente segue avançando e futuramente beneficiará todas as residências da cidade.


Segundo ela, é importante se ater ao impacto que essa obra vai gerar na saúde da população. “A implantação do esgoto evitará doenças gastrointestinais. Outro fato que possa ter passado despercebido pelas pessoas é o controle do mosquito, pois a vigilância sanitária tem observado a ligação de rede de esgoto na rede pluvial, e isso acaba gerando a criação de mosquitos nas bocas de lobo. Com o esgoto tratado, temos certeza que também vai contribuir para a eliminação dos mosquitos”, citou.


Os agentes comunitários que visitam as residências vão repassar à importância das pessoas realizarem a ligação do esgoto a rede, garantiu a secretária.


Grande conquista


O presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Daniel Viriato Afonso, falou dos excelentes serviços prestados pelo Samae e citou o novo desafio que a autarquia terá. “A partir de agora será um novo desafio, o tratamento do esgoto em nosso município. Tenho certeza que o Samae dará a reposta que a população precisa, dando todo suporte aos contribuintes. Pois não é apenas tratar o esgoto, mas dar saúde à população”, comentou.


O Prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco, ocupou o púlpito com ex-prefeitos Osmar Nunes e Gercino Pascoali, que fazem parte da história do Samae, por terem buscando a implantação da água. “Essa história tem que ser rememorada, pois todos aqueles que foram gestores contribuíram para que a autarquia chegasse ao auge no atendimento, qualidade da água e agora com o sistema de esgoto sanitário”, relatou.


Ele enfatizou que agora o desafio é seguir ampliando a rede. “Daqui para frente não vamos mais parar, pois o Samae sempre foi bem administrado e investe bem os recursos, sendo destaque na qualidade de água. Agora o objetivo é aumentar o números de pessoas beneficiadas”, frisou.


O Diretor Geral do Samae, José Hilson Sasso, lembrou que o Samae vive um desafio diário ao trabalhar pela qualidade da água e agora o esgoto. “Já estamos com as obras concluídas, testadas e aprovadas, agora precisamos que os moradores façam a parte deles, fazendo as ligações na rede”, enfatizou.


Sasso lembrou ainda um adágio popular: “Dizem que enterrar cano de esgoto não dá voto, mas o prefeito Mariano, como outros prefeitos tiveram outra visão. Enterrar cano traz qualidade vida à pessoas, traz meio ambiente melhor para se viver e principalmente saúde para a população”.


Projeto Pronto


O Samae já tem o projeto para a ampliação da rede de esgoto pronto e pago. “Vamos em busca de recursos, pois essa é a nossa meta. Sabemos que será difícil, pois foram R$ 17 milhões nesse projeto que levou praticamente 10 anos para ser concluído. Mas, hoje o esgoto tratado já é realidade em Araranguá, está funcionando e com qualidade”, finalizou.


Sasso encerrou a solenidade convidando os presentes a conhecerem a estação e logo depois foi servido um coquetel.




*Fotos: Rafael Torman

Outras Notícias