Notícias

SAMAE Araranguá assina Ordem de Serviço para colocação de Bag’s na ETA Lagoa da Serra

Nesta terça-feira, dia 24, aconteceu na sede do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE) a assinatura da ordem de serviço para a colocação de três geoformas (bag’s) para a captação do lodo gerado pela lavagem dos decantadores e filtros da ETA II, localizada na Lagoa de Serra.


 


A empresa Ecobulk Indústria e Serviços de Proteção Ambiental, da cidade de Americana/São Paulo ganhou o processo licitatório e será responsável pela instalação das três Geoformas, que terão 8 metros de largura e 30 metros de comprimento.


 


Segundo o diretor geral do SAMAE, José Hilson Sasso, o investimento será de R$ 290 mil, sendo recursos próprios da autarquia. “Estamos sempre procurando investir em ações que visam o bem-estar da comunidade e diante da necessidade de preservar o meio ambiente ao destinar corretamente o lodo retirado das ETAs, surgiu o desafio de encontrarmos uma alternativa para o destino correto deste resíduo”, disse.


 


Com o tratamento proposto o lodo irá para as geoformas, que irá desaguar este lodo, fazendo com que a água retorne ao tratamento e o lodo acumulado seque nestas geoformas. “Após a secagem deste lodo, as Bag’s são abertas e o lodo é encaminhado a um aterro sanitário, fazendo assim o destino correto deste resíduo””, falou Sasso.


 


Para o Engenheiro Químico, Mário Copetti, o SAMAE está iniciando uma etapa muito importante no sistema de abastecimento de água. “A água é retirada do manancial e tratada, e todo rejeito do tratamento (o lodo) voltava ao manancial, onde novamente era captada a água. Sendo que esse rejeito é contaminado, pois possui metais como alumínio e ferro, e isso estava aumentando o nível de impurezas no manancial. Já este novo sistema faz um circuito fechado, onde a água retorna novamente para o sistema de tratamento e o lodo fica acumulado dentro destas geoformas, que após a secagem tem a destinação correta”, detalhou. As Bag’s deverão futuramente ser implantadas nas demais ETAs que geram lodo, relatou Mário.


 


O prefeito Mariano Mazzuco enalteceu o trabalho desenvolvido pelo SAMAE, comentando que a implantação deste sistema vem a somar ao excelente trabalho que a autarquia já presta à comunidade. “Essa demanda apresentada era necessária, pois já faz alguns anos que se procurava uma forma de destinar o lodo corretamente e agora o Samae fará este trabalho”, argumentou o prefeito.


  


A empresa


O proprietário da empresa Ecobulk, Dorival Rocha, explicou que as Geoformas (Bag’s) são bolsas de tecido geotêxtil (polipropileno) utilizados para contenção, armazenamento, deságue e desidratação de lodos e diversos tipos de sedimentos. “É um material muito resistente, pois ele tem que suportar um esforço bem grande. A vantagem que além de atender a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), ele possibilita a redução de custos na destinação deste material, pois será transportado o material seco”, explicou.


 As bag’s são descartáveis, pois o volume, cerca de 400 toneladas de lodo, é bastante alto, não podendo ser reutilizada. “A previsão inicial é que estas bolsas durem cerca de 1,2 anos, e quando forem repostas os valores serão bem menores, cerca de R$ 15 mil cada”, citou Dorival. Dorival ressaltou que no máximo em 60 dias as três geoformas estarão instaladas na ETA da Lagoa da Serra.


  


Presença


Participaram da assinatura o Diretor Geral do SAMAE, José Hilson Sasso, o prefeito Mariano Mazzuco Neto, o presidente do Legislativo Daniel Viriato Afonso, os vereadores Cristiano Costa e José Márcio Scarsanella, Fernando Borges, o engenheiro do Samae Everson Casagrande, Vanessa responsável pelo setor de compras do Samae e Dorival Rocha da empresa Ecobulk.

Outras Notícias